segunda-feira, 23 de maio de 2016

Quero viver até 87 anos para plantar 50 mil árvores”, diz empresário que criou primeiro parque linear de SP
“Quero viver até 87 anos para plantar 50 mil árvores”, diz empresário que criou primeiro parque linear de SP

Generosidade é o que inspirou Hélio Silva, 64, a fincar sozinho 18.910 mudas que se transformaram no primeiro parque linear de São Paulo.

Hélio Silva diariamente planta espécies da mata Atlântica no parque. Crédito: Fotos Arquivo Pessoal
Ele conta que fez um acordo com Deus. Viver até os 87 anos para conseguir plantar 50 mil árvores. Para quem aos 64 já fincou sozinho 18.910 mudas, os planos de Hélio Silva não parecem nada ambiciosos. “São só 1.300 por ano”, calcula.
Foi caminhando por uma área degradada na avenida Carvalho Pinto, na Penha, zona leste de São Paulo, em 2003, que ele teve a ideia de transformar o local “na maior UBS [Unidade Básica de Saúde] a céu aberto da cidade.”
E nunca mais parou. Todos os dias, faça chuva ou faça sol, ele enterra espécies nativas da mata Atlântica com sua enxada e sua pá. Quando eram ainda 5.000 árvores, transformaram-se no primeiro parque linear (ao longo de rios) da cidade.

Crédito: Fotos Arquivo Pessoal
Diz que a imagem área do Tiquatira hoje o impressiona, mas que se sente mesmo realizado quando vê uma senhorinha de 80 anos caminhando com seu cachorro sob as árvores. “Se não fosse o parque, estaria no sofá de casa.”
A motivação, conta, vem das próprias árvores. “Elas nos dão flores, frutos, absorvem a água da chuva, atraem pássaros e nos fornecem um ar puro e uma sombra maravilhosa. Me diz, o ser humano consegue ser mais generoso?”
Vista aérea do Tiquatira, na avenida Carvalho Pinto, Penha, zona leste. Crédito: Fotos Arquivo Pessoal
Caboclo da roça, pai de três filhos e com três netos, confessa que não desanima nunca. “Tenho vários sonhos, todos realizáveis, e um deles é fazer os outros felizes, é ver o amor no outro.”
“Trabalhar é meu néctar, plantar é meu êxtase”
Felicidade, define, “é um passarinho muito arisco; quando ele pousa pertinho de você, ele fica quietinho, observando; qualquer movimentinho, vai embora; porque nós queremos pegá-lo, e aí ele voa”.
Diretor da Native Produtos Orgânicos desde 1999, Silva não pensa em se aposentar. “Trabalhar é meu néctar, plantar é meu êxtase. Outro dia, meu filho perguntou: ‘Pai, você não tem um plano B’? Respondi: ‘Tenho, perseguir o plano A’.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário